Estrelas Além Do Tempo

image

Assisti este filme asssim que lançou no Brasil. Não escrevi sobre ele antes, pois não estava disciplinada com as postagens no Blog.

Sinopse:

Estrelas além do tempo é um drama biográfico estadunidense, que aborda a história real de três mulheres que fizeram história na Nasa; Katherine Johnson( Taraji P. Henson), Dorothy Vaughan( Octavia Spencer) e Mary Jackson( Janelle Monáe), lançado em 2016, com nome original de Hidden Figures, foi escrito e dirigido por Theodore Melf, baseado no livro homônimo, de Margot Lee Shetterly.
O filme também conta com a participação de um ator que gosto muito, o Kevin Costner, que interpreta o chefe de departamento Al Harrison.

image

Em alguns momentos me emocionei bastante, pois retrata a luta diária de mulheres brilhantes. Que quebraram paradigmas para conquistar seus objetivos. Em uma batalha constante contra o racismo, machismo e sexismo.
Que ainda hoje encontramos.

Me senti muito angustiada com algumas cenas, principalmente, com a cena que a Katherine Johnson teve que diversas vezes deixar o setor para usar o toalete Colored- de cor (que indicava que era exclusivo para negros), ou seja, o banheiro de negros era fora do prédio.
Acredito que na realidade tenha sido pior do que mostrou o filme, pois na década de 60 a segregação ainda era fervorosa no Estados Unidos. Então, provavelmente eles não deram importância quando Katherine se lamentou do esforço que fazia para ter que usar o banheiro para negros que era em outro setor. Na época do apartheid não tinha desculpas e nem comoção pela dor que a discriminação causava. Era segregação e se reclamasse ainda corria o risco de ser agredido fisicamente. Isso nos mostra como temos muito ainda que evoluir como seres humanos, pois ainda hoje somos rodeados de diversos preconceitos, preconceitos esses que muitos fingem não existir.
image

A história destas mulheres – historia real, é um tapa sem mão na cara dos ismos da vida, principalmente, do racismo e sexismo, pois foram mulheres incríveis de tremenda inteligência e de grande competência.

Pena que realmente foram “Hidden figures”( figuras escondidas) – nome original do filme, pois talvez hoje teríamos muitas outras mulheres e mulheres negras, na NASA, por terem essas como referência e inspiração.

Todas foram de grande importância, sem dúvidas, mas a que mais me sensibilizou foi a de Mary Jackson(Janelle Monáe), uma mulher bonita, que até hoje na sociedade, muitas vezes  é vista como fútil, pelo simples fato de ser vaidosa. Mary Jackson se sacrificou em estudar à noite, no meio de vários homens, onde ela era a única mulher e mulher negra, tudo para realizar seu grande sonho de se tornar engenheira da Nasa.

image

Chorei muito com a luta de Mary. Me identifiei bastante com cada conquista, pois lembrei de toda dificuldade que encontrei para me formar na faculdade. E via nos passos dela de como é dificil ser mulher em nossa sociedade.
Diversas vezes esbarrei com preconceitos, inclusive, estigmatização, onde fui rotulada, apenas por ser mulher e principalmente mulher negra.

Tive vontade de aplaudir de pé o filme assim que terminou, pois é uma história surpreendente.

Este é mais uma grande história de luta, vitória e superação.

Negras e poderosas! Maravilhosa essa história! Hiper indico.

E você já assistiu esse filme? O que achou?

Até a próxima! ☺

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s