Mentes Perigosas_o psicopata mora ao lado

Oi, gente!

Eu sou o tipo de pessoa que tem um grande interesse em assuntos ligados à psicologia, acho que livros que abordam a psique humana são de muita valia.

Mentes Perigosas_o psicopata mora ao lado é um livro da psiquiatra Ana Beatriz Silva, lançado no ano de 2008, pela editora Fontanar. O livro contém 217 páginas, com treze capítulos que  traz relatos reais de diversos tipos de psicopatas e nos ensina a identificar os psicopatas que vivem entre nós.

images (16)

Sinopse:

“ Frios, manipuladores, cruéis e destituídos de compaixão, culpa ou remorso. Utilizam-se de seu charme e de sua inteligência para impressionar, seduzir e enganar quem atravessa o seu caminho. Estão camuflados de executivos bem- sucedidos, bons políticos, bons amigos, pais e mães de família, e não costumam levantar suspeitas sobre quem realmente são.

Estes os psicopatas, e, quando pensamos em um deles, logo imaginamos um sujeito violento, com aparência de assassino e que pode ser reconhecido em qualquer lugar. Não é tão simples quanto se pensa. A maioria nunca vai chegar ao extremo de cometer um assassinato e se passa por pessoa “comum”. Entre homens e mulheres, 4% da população apresentam esse lado sombrio da mente.

A doutora Ana Beatriz Barbosa Silva nos esclarece que os psicopatas são indivíduos que podem ser encontrados em todos os segmentos da sociedade. Neste livro você vai saber um pouco mais sobre esse intrigante universo e aprender a reconhecer aqueles que vivem entre nós, se parecem fisicamente conosco, mas definitivamente não são como nós.”

20170717_040816

“O escorpião aproximou-se do sapo que estava à beira do rio. Como não sabia nadar, pediu uma carona para chegar à outra margem.
Desconfiado, o sapo respondeu: “Ora, escorpião, só se eu fosse todo demais! Você é traiçoeiro, vai me picar, soltar o seu veneno e eu vou morrer.”
Mesmo assim o escorpião insistiu, com o argumento lógico de que se picasse o sapo ambos morreriam. Com promessas de que poderia ficar tranquilo, o sapo cedeu, acomodou o escorpião em duas costas e começou a nadar.
Ao fim da travessia, o escorpião cravou o seu ferrão mortal no sapo e saltou ileso em terra firme.
Atingido pelo veneno e já começando a afundar, o sapo desesperado quis saber porquê de tamanha crueldade. E o escorpião respondeu friamente: – Porque essa é minha natureza!”

Iniciando com esta fábula que venho trazer uma breve resenha deste livro. Com ela também se inicia a introdução de Mentes Perigosas- O psicopata mora ao lado.
Este é um tipo de livro que é sempre bom manter por perto. 😊 A primeira vez que li este livro. Foi logo que lançou, em 2008. Depois li muitas outras vezes, cada vez que conhecia ou identificava  um psicopata lembrava de muitas das informações que nele contém.
É um tipo de livro bastante interessante e também intrigante, pois conseguimos identificar muito de um comportamento psicopata em pessoas aparentemente normais.

20170717_03510620170717_035128
O livro destaca um estudo científico e teórico da psicopatia. E o que é de muita relevância é podermos identificar isso com mais clareza e exatidão em nossa sociedade, pois quando pensamos em psicopatia imaginamos logo um sujeito mal encarado, com aparência descuidada, dentro de alguns estereótipos que a sociedade pinta como mau. Ser psicopata está muito além da aparência truculenta e assustadora, mas para os desavisados, como o livro já diz, reconhecê-los não é uma tarefa fácil quanto se imagina. A psiquiatra Ana Beatriz B. Silva, autora do livro, descreve-os como “predadores sociais.”
São pessoas frias, insensíveis, manipuladoras, perversas, transgressoras de regras sociais, impiedosas, imorais, sem consciência e desprovidas de sentimento de compaixão, culpa ou remorso. São pessoas que trabalham, estudam, fazem carreiras, se casam, tem filhos. Em casos extremos, os psicopatas matam a sangue frio, com requintes de crueldade, sem medo e sem arrependimento, mas o mais interessante é que a maioria dos psicopatas não são assassinos e vivem como se fossem pessoas comuns.

20170717_03515120170717_03522020170717_035244

E é muito importante conseguirmos identificá-los, pois assim estaremos mais protegidos de pessoas frias e perversas, sem sentimentos de culpa, que na maioria das vezes estão tão perto de nós que assusta.

Os psicopatas podem arruinar empresas e famílias, provocar intrigas, destruir sonhos, mas não matam. E, por este motivo permanecem por muito tempo ou até a vida inteira sem serem descobertos ou diagnosticados. Por suas maiores características serem bastante atraentes. São charmosos, eloquentes, “inteligentes”, envolventes e sedutores, não costumam levantar a menor suspeita de quem realmente são.
Se ligarmos a Tv ou lermos algum outro noticiário ou até mesmo observarmos aquela pessoa que você se relacionou há 1 ano, iremos identificar vários, pois estão disfarçados de religiosos, bons políticos, bons amantes ou bons amigos. O que é inquietante, mas muito comum.
Quem nunca se relacionou com uma pessoa que de início era perfeita, muito boa, muito justa, mas de repente teve atitudes que acabaram com você? Destrói sua autoestima, seu humor, sua alegria e até seus sonhos.
Quem já não entregou confissões, o corpo, a alma, o coração e a pessoa simplesmente destruiu tudo sem motivo aparente? Estas pessoas não são normais, elas são psicopatas. São pessoas que visam apenas o benefício próprio, almejam o poder e o status, engordam ilicitamente suas contas bancárias, seu cargo, sua vida pelo simples prazer de fazer o mal.

20170717_042855

São  mentirosos, são traiçoeiros, estão disfarçados de advogados, de executivos, diretores, pessoas que só entram na vida do outro pelo simples prazer de tirar algo. A maioria dos psicopatas são pessoas de sucessos e possuem cargos altos em empresas, pois elas tem um grande poder de persuasão e liderança. Claro que nunca se pode generalizar nada. Não são todas as pessoas nestes cargos que são assim, mas muitas nestas posições de destaque sem que ninguém perceba são verdeiros psicopatas.

O que a Dra. Ana Beatriz também destaca é que existem níveis variados de gravidade: leve, moderado e grave. Os leves se dedicam a trapacear, aplicar golpes e pequenos roubos, mas diz que provavelmente estes não “sujarão as mãos de sangue” ou matarão suas vítimas, por fora, né? Porque por dentro elas sempre deixam um estrago. Já os últimos, o moderado e o grave, botam literalmente as “mãos na massa”, sentem enorme prazer dom seus atos brutais. E que todos independente da gravidade deixam rastros de destruição por onde passam.

20170717_042146.jpg

“ Os psicopatas entendem a letra de uma canção, mas são incapazes de compreender a melodia.”

Este é um livro que recomendo sim, pois todos os dias cruzamos nas ruas, nos mercados, no trabalho e até mesmo moramos com psicopatas, mas sequer  imaginamos.
Em cada capítulo do livro é abordado um tipo de psicopata. Tem aquele cara que se aproveita da mulher frágil, apenas para tirar proveito dela de todas as formas.

Quem não tem já teve uma vizinha que se fez de boazinha, mas por trás vive desejando a morte e até envenena seu animal de estimação. Tem aquela “amiga” que vive chorando pitangas somente para se aproveitar da sua boa vontade de emprestar dinheiro, mas nunca te paga com a desculpa de que está ruim, difícil e etc.
Tem aquela cunhada que entra na vida do seu irmão somente para destruir a família, tem um filho com ele, faz todos criarem expectativas, mas depois quw o bebê nasce, some sem deixar rastros, tem aquele homem dos sonhos que você conhece e faz você se apaixonar por ele e do nada ele some sem nenhuma justificativa.

20170717_043531

Uma das principais características do psicopata é falta de consciência. Ele sabe o que está causando, mas nunca pode ser tocado por isso, é como conhecer a letra, mas não pode sentir a melodia. São pessoas racionais demais e com emoção de menos.

Um dos capítulos do livro destaca a história de um homem chamado Phineas Gage, que se passou nos meados do século XIX, em Vermont, EUA.
Phineas trabalhava em uma estrada de ferro. Era um sujeito querido por todos, bom trabalhador e ótimo chefe de família. Em 1948, uma explosão no local de trabalho fez com que uma barra de ferro perfurasse seu cérebro na região denominada córtex pré- frontal. (Há como identificar na imagem abaixo). De forma surpreendente, o homem não perdeu a consciência e sobreviveu ao ferimento sem qualquer sequela aparente. Ele caminhava normalmente e suas memórias estavam preservadas. Entretanto, com o passar do tempo, Phineas se tornou outra pessoa; indiferente afetivamente, sujeito a ataques de ira e sem qualquer educação com as pessoas ao seu redor. Ele nunca mais foi o mesmo homem que as pessoas admiravam. Embora ele nunca tenha matado ninguém, sua vida foi uma sucessão de subempregos, brigas, bebedeiras e pequenos golpes.
Esta historia teve um papel decisivo no estudo do comportamento humano, pois foi a prova viva de que alterações no senso moral podem ocorrer quando o cérebro sofre lesões em áreas específicas( nesses caso, o lobo pré- frontal). A partir desse episódio, os cientistas passaram a pesquisar as raízes cerebrais do comportamento amoral.
A Dra. Ana Beatriz frisa que é sempre difícil realizar estudos clínicos sobre a psicopatia, pois as testagens realizadas para esse fim depende dos relatos dos avaliados. E os psicopatas não tem interesse nenhum em revelar algo significante para os pesquisadores e tentam sempre manipular a verdade para obterem vantagens.

20170717_042752

Segundo estudos feito por psiquiatras tudo indica que o uso sistemático das novas técnicas de neuroimagens( RMf e PET-SCAN) ajuda a reforçar o diagnóstico da psicopatia, uma vez que os estudos recentemente realizados apontam para alterações características de um funcionamento cerebral de um psicopata. Pessoas sem qualquer traço revelaram intensa atividade de amígdala e do lobo frontal ( sendo neste de menor intensidade), quando foram estimuladas a se imaginarem cometendo atos imorais ou perversos. No entanto, quando os mesmos testes foram realizados num grupo de psicopatas criminosos, os resultados apontaram para uma resposta com pouco empenho nos mesmos circuitos.
Se considerarmos que a amígdala é o nosso “coração cerebral”, entenderemos que os psicopatas são seres sem “coração mental”. Seus cérebros são gelados, por esta razão são incapazes de sentir emoções positivas como o amor, a amizade, a alegria, a generosidade, a solidariedade… estas criaturas possuem grave “miopia emocional”. Chegam menos informações do sistema afetivo/límbico para o centro executivo do cérebro( lobo frontal), sem ser possível transmitir dados emocionais, preparando um comportamento lógico, racional, mas desprovido de afeto.

20170717_032730.jpg

Os psicopatas pensam muito e sentem pouco. Suas ações são racionais e a razão tende sempre a escolher , de forma objetiva, o que leva à sobrevivência e ao prazer. De forma primitiva a razão usa a “ lei da vantagem” sempre. A forma de pensar privilegia o indivíduo e nunca o outro ou o social.
Sem conteúdo emocional em seus pensamentos e em suas ações , os psicopatas são incapazes de considerar os sentimentos do outro em suas relações e de se arrependerem por seus atos imorais ou antiéticos. Desta forma, eles são incapazes de aprender através da experiência e por isso são intratáveis sob o ponto de vista da ressocialização.
Segundo a dra. Ana Beatriz a psicopatia apresenta doa elementos causais fundamentais; uma disfunção neurobiológica e o conjunto de influências sociais e educativas que o psicopata recebe ao longo de sua vida.

20170717_042815

O triste é saber que a psicopatia não tem cura e que os psicopatas aparentam estar inteiramente satisfeitos consigo mesmos e não apresentam constrangimentos morais ou sofrimentos emocionais como depressão, ansiedade, culpas, baixa autoestima etc, pois não é possível tratar um sentimento inexistente.

Abaixo segue uma lista de características comportamentais repetitivas( Embora, genéricas) que pode se identificado ainda na infância em crianças e adolescentes com forte inclino a um comportamento de quem tende a desenvolver psicopatia . Lembrando que somente um diagnóstico pode dizer se uma criança poderá desenvolver ou não e este diagnóstico só pode ser feito por um especialista e que tudo depende da intensidade e regularidade das características.

20170717_033152.jpg

A Dra. Ana Beatriz B. Silva esteve em 2012, no programa do Jô Soares, falando sobre o livro. Se você quiser saber um pouco mais. Dê uma olhadinha:

 

Espero que tenham gostado de saber um pouquinho sobre os psicopatas.🙂

E você já identificou algum psicopata próximo? Já leu este livro ou algum outro da autora? Compartilhe aqui. Um beijo e até a próxima!⚘

 

 

2 comentários

    1. Obrigada, Vanessa! Fico feliz que tenha gostado. Realmente é muito importante sabermos identificá-las. Estão por toda parte e enganam a muitos. Como a própria doutora diz; elas podem até conhecer a letra de uma música, mas não podem sentir a melodia. Um beijo⚘

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s