A extrema pobreza no Jardim Gramacho

Oi, gente!

20170930_020006.jpg
Foto reproduzida do Projeto Gramachinhos

Faço parte do Projeto Gramachinhos, no antigo Aterro Sanitário, em Jardim Gramacho, na cidade de Duque de Caxias/RJ.

Este Aterro Sanitário de Jardim Gramacho é o maior da América Latina. Popularmente é chamado de “Lixão” contra a vontade dos moradores, pois eles gostam que seja chamado de Jardim Gramacho- nome do bairro.

O Aterro Sanitário foi criado em 1978 e  ” desativado” em 2012, durante o governo de Sérgio Cabral e Eduardo Paes.

Devido os jogos olímpicos que aconteceriam nos anos seguintes, governantes prometeram  que ofereceriam qualificação profissional e fonte de renda para os catadores, disseram que fariam a revitalização do bairro e a recuperação da área de mangue, mas infelizmente, nada disso aconteceu.

Mesmo a população de Jardim Gramacho sendo muito pobre, antes, as pessoas tinham uma fonte de renda. Agora, depois que o Aterro foi supostamente desativado,  não mais.

O lixo continua sendo despejado no local de maneira clandestina e famílias vivem em situações de extrema pobreza. Não tendo condições nem de comprar alimentos, moram em meio ao lixo em situação totalmente insalubre.

Onde 91% das casas tem paredes de madeira, 63% dos pisos são de terra batida, 77% das casas entra água pelo telhado quando chove, 93% das casas tem instalações irregulares elétricas, 74% das casas nem sequer tem água encanada e 26% nem banheiro tem.

4sy00jfmaba3kw3mq5i3cxrad

Devido as condições precárias, famílias vivem com doações de pessoas que se sensibilizam com a situação.

É bastante complicado falar da desigualdade existe no Brasil, mas acredito que por menor que seja nossa contribuição estaremos fazendo a diferença na vida de alguém.

O intuito é amenizar um pouco o sofrimento vivido por estas famílias.

Evitamos arrecadar roupas, pois a maioria das casas são até revestida de papelão. Não há onde guardar roupas.

No momento estamos muito carentes de fraldas descartáveis, pois há um grande número de mães grávidas e bebês pequenos.

Bem, se você também tiver o interesse em ajudar de alguma maneira, por favor, deixe- me saber.

Você pode ajudar das seguintes formas:

  • Apadrinhando uma criança do projeto.

  • Fazendo doações de alimentos não perecíveis.

  • Fazendo doações de fraldas infantis descartáveis.

  • Sendo um voluntário. Transmitindo o seu saber para crianças do projeto.

Se quiser e puder, você poderá deixar um comentário aqui ou entrar em contato diretamente com a página do projeto, no Facebook.

*Não recebemos doações em dinheiro.

Leia o poema Queremos viver, onde destaca a ausência do Amor ao próximo e expõe fatos reais da realidade de Jardim Gramacho.

Um beijo e até a próxima! ⚘

Ubuntu- Eu sou porque somos!❤

 

 

5 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s