Consciência Negra – LUTO

 

Oi, gente!

images (1)

Há 322 anos, no dia 21 de novembro iniciara o luto pela morte de Zumbi dos Palmares, que depois de ser morto, foi decapitado, tendo sua cabeça exposta no alto da Praça do Carmo, em Recife.

O Quilombo dos Palmares entrara em luto.

O corpo do grande líder jazeu, mas a alma libertou-se da escravidão humana!

images (5)
Wikipedia.com

Guerreiro Negro que lutou para o fim da escravidão, além de Zumbi, outros guerreiros lutaram, existiram e resistiram , porém, muitos destes  permaneceram invisíveis, nas sombras, nas cinzas, fora dos registros históricos oficiais.

Hoje, quase esquecidos e por muitos brasileiros desconhecidos, graças ao racismo que persiste em matar e invisibilizar até a nossa história.

20 de Novembro- Dia que é celebrado o dia da Consciência Negra – um dia que serve para refletir a quantidade de negros que morreram durante os martírios da escravidão. Pensar sobre todo atraso que reflete em nossos dias, assim, continuar a luta e caminhar em direção à liberdade.

images (2)
imagem reproduzida do portalSaoFrancisco.com

Entretanto o luto continua, pois ainda hoje, estão a nos matar. O racismo é visceral e excruciante. Negros não são baratas. Negros são seres humanos, mas são esmagados diarimente por um sistema opressor,  representando 71% das vítimas de homicídio no país.

Assim como dizimaram no passado e permanecem exterminando os povos indígenas que restam, atualmente, apenas 0,4% da população brasileira. Continuam tentando o extermínio do povo negro. O genocídio persiste.

Há motivo para tantas mortes?Não! Porém sabemos que é por causa da cor da pele, mas muitos discordam afirmando que no Brasil racismo é mimimi.

Outros dizem que todos tem os mesmos direitos, basta querer, se esforçar, correr atrás, se dedicar, que todos conseguem.

Será mesmo? Ah, mas Joaquim Barbosa é juiz federal e é negro. Ah, Maju e a Glória Maria são jornalistas e são negras.

Sim, o negro é capaz de fazer tudo que o branco faz, mas é preciso surgir  oportunidades igualitárias.

Como se esforçar para estudar, quando não há o que comer? Como poder alguém sonhar quando não tem nem teto para dormir? Como saber se o barraco não vai desabar com a chuva que chega?

Esta é a realidade de muitos lugares no Brasil, inclusive o cotidiano de famílias, em sua maioria negra, em Jardim Gramacho, onde crianças sobrevivem no lixo.

Todavia  já sabemos que houve uma falsa abolição, pois o negro continua acorrentado em sistema que não permite mobilidade e naturaliza a morte do corpo negro. Há escassez de tudo. Não existe igualdade. Há ausência de equidade.

 O  grande índice de desemprego aflige 13 milhões de brasileiros atualmente, sendo que 63,7% dos desempregados no Brasil, sao negros. A disparidades prosseguem quando se trata de  remuneração. Segundo o IBGE, negros recebem, em média, R$ 1.531 – quase a metade do rendimento médio dos brancos, que é de R$ 2.757.

Por que? Onde está a libertação? Quando irá terminar essa opressão do Estado?

Há algo muito errado e precisa mudar.

É realmente lamentável saber números tão alarmantes das estatísticas brasileira. Hoje, conseguir completar 15, 20, 30 anos, sendo negro no Brasil, realmente é motivo de muitíssimas celebrações, pois contrariar estatísticas está cada vez mais difícil.

Por isso o LUTO continua, mas além do LUTO, precisamos lutar por essas vidas. Vidas Negras Importam! Vidas que precisam ser vistas como pessoas, e não  baratas. O LUTO vai continuar pelos jovens negros que já morreram, mas também luto para que possamos viver.

Em outubro, uma pesquisa feita no Estado de São Paulo mostrou que há um problema crônico de gravidez na adolescência, que vai de 0,8% nas regiões centrais da cidade e passa de 20% na periferia, mas que dentro da divisão de negras e não negras , a incidência de gravidez de mães negras chega a ser 3% superior do que a de mães brancas.

images (3)
foto reproduzida do anf.org.br

Bom seria se único problema fosse a gravidez, mas vai muito além, pois “quando o racismo não mata, ele nos torna inseguras.” além do Brasil ser o 5°país no mundo que mais mata mulheres, 67% destas mulheres são  mulheres negras.

O dia da Consciência Negra é de suma importância, pois nos leva a refletir, mas essa reflexão necessita ser constante. E a real celebração só deve ocorrer quando surgir um país mais justo.

Há realmente um abismo que não permite a  mobilidade social de mulheres negras,que além de sofrerem com o racismo, sofrem com o machismo também estrutural.

Assim como Zumbi e outros guerreiros negros lutaram, eu quero aprender a  lutar. Ter discernimento para fazer a diferença e juntar forças para disseminar isso. E que nosso LUTO possa ser para início de luta. Transformação verdadeira.

Lutemos por respeito, por tolerância, por equidade e principalmente por libertação mental,pois quando nos libertamos, não há quem possa nos fazer cativos novamente.

Zumbi Vive!

Um beijo e até a próxima!⚘

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s