Poesia: O coração

Oi, gente!

Fiz esta triste poesia em memória de uma moça muito querida por mim, era ela minha ex vizinha,  de apenas 28 anos. Que cresceu comigo no bairro onde eu morava. Portanto infartou depois de flagrar o marido traindo. 😔

O coração

Para que flores? O que quero é esperança, lealdade, fidelidade.
Sorrisos sinceros enquanto eu tiver fôlego, ar, vida.
Não quero amar até morrer. Quero viver.
Para que beijos? Se são falsos e de traição?
É uma lança que atravessa meu peito e me faz sofrer, chorar. Isso não é amor. É crueldade, martírio, maldade.
Para que mensagens? Se não passam de ilusão, falsidade
Para que desculpas? Se não passam de sujeiras, vômitos perfumados, fezes coloridas.
Minha alma sangra atordoada de tantas mentiras que me fizeram acreditar em um amor que nunca existiu.
Me doei a você e você me matou. Meu coração disparou, parou.

20180312_054129

Poema: O coração, por Alessandra Martins

Td que se faz nessa vida um dia volta. RIP, menina!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s