O Rio de Janeiro – perdeu a maravilha🤭

Oi, gente! Hoje vou falar do Rio de Janeiro, um lugar famoso, legal, bonito, descolado, quem ainda não conhece, e tem vontade de conhecer que seja hiper bem-vindo, mas, traga um colete à prova de balas. ( brinks) Saiba que de todas citações que faço do Rio, voce pode anotar e pegar o positivo para … Continue lendo O Rio de Janeiro – perdeu a maravilha🤭

Brasil é um dos 5 países mais desiguais do mundo

  Oi, gente! Falando do nosso lindo Brasil, como canta Jorge Ben Jor, que é uma beleza. Um país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza. Bem, só mesmo sendo Alice para acreditar em toda maravilha que é o Brasil, pois o país realmente tem recursos para ser um Wonderland, porém, a falta de … Continue lendo Brasil é um dos 5 países mais desiguais do mundo

Revista Gueto_Direitos Humanos e Minorias

A Revista Gueto nesta edição especial reuniu 17 poetas em poesia e 17 autores em prosa. Portanto para nossa alegria, eu estou entre eles. Sinto-me lisonjeada em estar sendo publicada em mais uma revista. E uma revista de tanto prestígio como a Revista Gueto.

Despedida das aulas de reforço do projeto

Oi, gente! Consegui um tempinho para escrever, então vou compartilhar com vocês um pouco da troca de afeto no mês passado, mês do último dia que estive com meus pequenos do Projeto Gramachinhos. Pedi para que os alunos desenhassem em uma folha em branco um SONHO, um DESEJO, um SENTIMENTO, uma VONTADE  e em outra … Continue lendo Despedida das aulas de reforço do projeto

Consciência Negra – LUTO

20 de Novembro- Dia que é celebrado o dia da Consciência Negra – um dia que serve para refletir a quantidade de negros que morreram durante os martírios da escravidão. Pensar sobre todo atraso que reflete em nossos dias, assim, continuar a luta e caminhar em direção à liberdade. O luto continua, pois ainda hoje, continuam matar o negro. Racismo estrutural. Negros não são baratas. Negros são seres humanos, mas representam 71% das vítimas de homicídio no país

O racismo por trás da máscara brasileira

O repórter William Waack tirou a máscara? Não! A máscara que escorregou e caiu sem ele perceber. E para o espanto de muitos, detectamos mais um racista.

Sorrisos – Jardim Gramacho

Dia 12 de outubro é a data que celebra o dia das crianças, no Brasil, mas, em Jardim Gramacho foi dia 29 de outubro. Por quê? - Arrecadação Por conseguinte, junto com o grande empenho e ajuda do Projeto Voluntários do Bem, foram arrecadados em um mês, mais de 1mil brinquedos e doces para as crianças de Jardim Gramacho.

A polêmica do papel higiênico – Existe papel higiênico branco e ninguém fala que é racismo

Usaram o "Black is Beautiful", de forma leviana, pois poderiam muito bem usar black is fancy, black is classy, black is sophisticated ou ate The New Black, mas não, resolvem usar "Black is beautiful".

A extrema pobreza no Jardim Gramacho

Mesmo a população de Jardim Gramacho sendo muito pobre, antes, as pessoas tinham uma fonte de renda. Agora, depois que o Aterro foi supostamente desativado,  não mais. O lixo continua sendo despejado no local de maneira clandestina e famílias vivem em situações de extrema pobreza. Não tendo condições nem de comprar alimentos, moram em meio ao lixo em situação totalmente insalubre. Onde 91% das casas tem paredes de madeira, 63% dos pisos são de terra batida, 77% das casas entra água pelo telhado quando chove, 93% das casas tem instalações irregulares elétricas, 74% das casas nem sequer tem água encanada e 26% nem banheiro tem. Devido as condições precárias, famílias vivem com doações de pessoas que se sensibilizam com a situação.

Brasil é o 5º país no mundo que mais mata mulheres😞

O feminicídio lamentavelmente existe desde sempre. Com assim existe desde sempre, Alessandra? Existe desde sempre porque vivemos em uma sociedade patriarcal em que a mulher sempre foi vista como um ser inferior, dando margem para o homem objetificá-la e obter um sentimento de "posse" em diversas comunidades. E por fazermos parte de uma sociedade machista, matar mulheres sempre foi algo justificável e banal.

Dia Mundial de Combate à homofobia- Poesia: Travesti não é bagunça

Sou aquela que todos chamam de mundana, de bicha, de viado, de piranha, de insana, de profana. A realidade dói mais em mim, foi sempre assim. Sou homem, sou mulher, sou humano, sou o que eu quiser. Sou travesti, não sou bagunça.