Revista Gueto_Direitos Humanos e Minorias

A Revista Gueto nesta edição especial reuniu 17 poetas em poesia e 17 autores em prosa.

Portanto para nossa alegria, eu estou entre eles. Sinto-me lisonjeada em estar sendo publicada em mais uma revista. E uma revista de tanto prestígio como a Revista Gueto.

Dia 26 de dezembro inicia a semana do Kwanzaa!

O nome “Kwanzaa” deriva da expressão “matunda ya kwanza”, que significa “primeiros frutos” em swahili, a língua original mais falada entre as centenas que existem na África.

Kwanzaa é a celebração interreligiosa realizada nos Estados Unidos e em outros povos da diáspora africana nas Américas

Já é Natal? 😲

Natal que originalmente era um dia destinado a celebrar o nascimento do Deus Sol( Sol Invicto), no Solstício de inverno( que nada mais do é um fenômeno astronômico que marca o início do inverno) pelas populações pagãs.

Foi resignificado pela igreja católica, no ano de 350, no século III. Assim tendo o intuito de estimular a conversão dos povos pagãos sob o domínio do Império Romano.

Lançamento do livro Mulheres Reais – Linguagens Plurais

O Movimento “Mulheres Reais” (MMR) lança no Rio de Janeiro, a antologia poética “Mulheres Reais: Linguagens Plurais”, pela editora Quártica Premium.

São quarenta poetisas que compartilham através da poesia a existência feminina.

Eu mostro em meus versos a vulnerabilidade que se encontra, a luta e resistência do corpo negro. Ser mulher negra viva em uma sociedade tão racista e machista é um ato revolucionário.

Nada pode nos calar

Quando o segurança aborda, o sistema corta, a polícia mata.
Continua o nó, nada desata.

Te param, revistam. Suspeito.
É racismo estrutural, falta de respeito!

Poema: Sem rótulos

Longboard, vida, liberdade. É preciso equilibrar. Se vejo que vou cair, pulo, mas se caio, sorrio ao levantar.

Gente lerda ou muito lenta consegue me irritar, gosto de aprender, admiro o saber, não gosto muito de procurar, mas já me perdi várias vezes, somente para me achar.

Revista Neolatina- Philos – mostra de Poesia Negra Contemporânea

Os textos da Philos, escritos por autores negros do Brasil e de países da África, descrevem a vida diária da população negra em um registro social, antropológico, etnográfico e artístico. Com um olhar penetrante e uma abertura necessária para fazer ecoar as vozes negras de nossa latinidade, a Philos se esforça para atingir um nível de pertinência adequado para estimular o debate sobre as questões raciais no Brasil e no mundo diante das relações e pensamentos que se formam ao avançar de nossas concepções quanto sociedade.

Consciência Negra – LUTO

20 de Novembro- Dia que é celebrado o dia da Consciência Negra – um dia que serve para refletir a quantidade de negros que morreram durante os martírios da escravidão. Pensar sobre todo atraso que reflete em nossos dias, assim, continuar a luta e caminhar em direção à liberdade.

O luto continua, pois ainda hoje, continuam matar o negro. Racismo estrutural. Negros não são baratas. Negros são seres humanos, mas representam 71% das vítimas de homicídio no país

Grandes guerreiros negros do Brasil

É bastante engradecedor  ver o quão forte foram estas pessoas que contribuíram imensamente na formação do povo brasileiro. Logo vemos também, que a determinação feminina no território suburbano já estava muito intensificada com nossos ancestrais,  pois entre muitos líderes estavam mulheres, guerreias que lutaram, existiram e resistiram em prol da liberdade.