Consciência Negra – LUTO

20 de Novembro- Dia que é celebrado o dia da Consciência Negra – um dia que serve para refletir a quantidade de negros que morreram durante os martírios da escravidão. Pensar sobre todo atraso que reflete em nossos dias, assim, continuar a luta e caminhar em direção à liberdade.

O luto continua, pois ainda hoje, continuam matar o negro. Racismo estrutural. Negros não são baratas. Negros são seres humanos, mas representam 71% das vítimas de homicídio no país

Grandes guerreiros negros do Brasil

É bastante engradecedor  ver o quão forte foram estas pessoas que contribuíram imensamente na formação do povo brasileiro. Logo vemos também, que a determinação feminina no território suburbano já estava muito intensificada com nossos ancestrais,  pois entre muitos líderes estavam mulheres, guerreias que lutaram, existiram e resistiram em prol da liberdade.

First Contact- Tribo perdida da Amazônia

O “índio” tem respeito pela natureza e pela vida, e se ele tem um comportamento de ataque, provavelmente, se sentiu ameaçado.

O documentário nos mostra um pouco desta rica diferença cultural. Nos traz
a descoberta de uma tribo que nunca havia tido contato com o mundo fora da selva até 2014.

A extrema pobreza no Jardim Gramacho

Mesmo a população de Jardim Gramacho sendo muito pobre, antes, as pessoas tinham uma fonte de renda. Agora, depois que o Aterro foi supostamente desativado,  não mais.

O lixo continua sendo despejado no local de maneira clandestina e famílias vivem em situações de extrema pobreza. Não tendo condições nem de comprar alimentos, moram em meio ao lixo em situação totalmente insalubre.

Onde 91% das casas tem paredes de madeira, 63% dos pisos são de terra batida, 77% das casas entra água pelo telhado quando chove, 93% das casas tem instalações irregulares elétricas, 74% das casas nem sequer tem água encanada e 26% nem banheiro tem.

Devido as condições precárias, famílias vivem com doações de pessoas que se sensibilizam com a situação.

Brasil é o 5º país no mundo que mais mata mulheres😞

O feminicídio lamentavelmente existe desde sempre.

Com assim existe desde sempre, Alessandra?

Existe desde sempre porque vivemos em uma sociedade patriarcal em que a mulher sempre foi vista como um ser inferior, dando margem para o homem objetificá-la e obter um sentimento de “posse” em diversas comunidades.
E por fazermos parte de uma sociedade machista, matar mulheres sempre foi algo justificável e banal.

Crônica da demolição- documentário

Crônica da demolição mostra a história das transformações urbanas do centro do Rio de Janeiro, a partir do caso quase esquecido que é o Palácio Monroe. Me interessei por este documentário, pois mostra um trabalho arquitetônico admirável, uma parte da história do Brasil que pouco se ouve falar hoje em dia. Há pessoas que nunca ouviram falar do Palácio Monroe. Eu mesma me senti uma ignorante quando descobri que sabia tão pouco sobre esta história.

Flip 2017

A FLIP começou dia 26 de julho indo até o dia 30 de julho – dias esses de muita cultura, palestras, saraus, música, dança. Tudo realmente envolvente.

Esse ano a Flip homenageou o escritor brasileiro Lima Barreto. Homem negro, pobre que lutou a vida toda contra o sistema racista e opressor que o impedia de ser reconhecido como um grande nome da literatura na época.