Sou poesia

Tatuada em minha pele ela está. Ciumenta, briguenta, levada, birrenta. Ela vive, ela chora, ela ri. É de tudo um pouco, mais de mim. Ela é amor, ternura, tesão. Bruxa, fada, cigana? Sim! Não! É a puta intuição. Ela é serena, é amável, transborda compaixão. Ela é bonita, teimosa, muitas vezes grossa, raivosa. É o … Continue lendo Sou poesia

Poesia: Minimalismo

Cansei de me guardar pra mim. Se pareço complicada, decifra-me. Tente, se aprofunde, resolva, me envolva. Invada com poesia, com pintura, com canção. Sem excesso. Moderação. Chego no limite do prazer, da doçura, do amargo, da paixão. Sou em mim! Eu sou o que eu escrevo - imperfeição. De alma esplêndida         … Continue lendo Poesia: Minimalismo