Você é o que importa

Aposte todas as fichas em você. Seja seu número, seu melhor amuleto, sua cor, sua canção, sua lembrança, sua companhia, sua roupa preferida. Se vista de você diariamente, e se você enjoar, se recrie, se transforme, só seja você mesmo. Mude o cabelo, mude o batom, mas não mude a essência. Se afaste do que … Continue lendo Você é o que importa

Obra- prima

Oi, gente querida! Hoje trago uma reflexão para todos nós. É sobre nossa vida e o que consideramos realmente importante. Intitulei de " Obra-prima". Espero que gostem. Você precisa seguir o que te faz feliz, sorrir, suspirar e não o que deixa sua cabeça uma pilha, seu corpo exausto, seu humor ácido. A estrada nem … Continue lendo Obra- prima

Poema: Flama

Oi, gente! Saudades 😭 Hoje irei compartilhar uma poesia de desejo, de paixão, de amizade com beijo. Se chama Flama. Homem com sorriso de menino. Sua pele, seu jeito, sua voz, prosa. Tudo, me causa fascínio. Seu olhar, sua boca, seu toque, tanto faz Me deixa sem forças, malemolente, paralisada, sempre pedindo mais. Chegou como … Continue lendo Poema: Flama

Poesia: O coração

Oi, gente! Fiz esta triste poesia em memória de uma moça muito querida por mim, era ela minha ex vizinha,  de apenas 28 anos. Que cresceu comigo no bairro onde eu morava. Portanto infartou depois de flagrar o marido traindo. 😔 O coração Para que flores? O que quero é esperança, lealdade, fidelidade. Sorrisos sinceros … Continue lendo Poesia: O coração

Revista Gueto_Direitos Humanos e Minorias

A Revista Gueto nesta edição especial reuniu 17 poetas em poesia e 17 autores em prosa. Portanto para nossa alegria, eu estou entre eles. Sinto-me lisonjeada em estar sendo publicada em mais uma revista. E uma revista de tanto prestígio como a Revista Gueto.

Poesia: Dance

Dance... Venha como vier, fique como puder, perto de quem quiser. Dance mesmo se não souber. O ritmo é seu... Não se acanhe, apenas dance. Dance, dance, dance!

Lançamento do livro Mulheres Reais – Linguagens Plurais

O Movimento “Mulheres Reais” (MMR) lança no Rio de Janeiro, a antologia poética “Mulheres Reais: Linguagens Plurais”, pela editora Quártica Premium. São quarenta poetisas que compartilham através da poesia a existência feminina. Eu mostro em meus versos a vulnerabilidade que se encontra, a luta e resistência do corpo negro. Ser mulher negra viva em uma sociedade tão racista e machista é um ato revolucionário. Nada pode nos calar Quando o segurança aborda, o sistema corta, a polícia mata. Continua o nó, nada desata. Te param, revistam. Suspeito. É racismo estrutural, falta de respeito!

A Língua das Coisas”, curta metragem inspirado na obra de Manoel de Barros

A Língua das Coisas nos remete à nostalgia da infância, aquela infância que hoje em dia, infelizmente, não se vive mais, saudosismo da inocência em histórias e imaginações que se tinha sobre o mundo.

Poema: Sem rótulos

Longboard, vida, liberdade. É preciso equilibrar. Se vejo que vou cair, pulo, mas se caio, sorrio ao levantar. Gente lerda ou muito lenta consegue me irritar, gosto de aprender, admiro o saber, não gosto muito de procurar, mas já me perdi várias vezes, somente para me achar.

Terra Negra

Cristiane Sobral apresenta em seus versos uma posição de liberdade feminina ao abordar o amor negro, o sexo e a beleza que vai além da estética. Conseguindo romper barreiras que impendiam e ainda impedem o negro de alcançar uma verdadeira democracia racial.

Poema: Palavras

As palavras são soltas. Elas vão, elas vem, podem doer, machucar, podem alegrar, consolar, podem atingir a um ou dois - sempre vão chegar em alguém, em algum lugar. Elas ferem e interferem. Palavras.