Declaração de Amor- Canção de namorados

Declaração de Amor - Canção de namorados -faz um breve panorama do amor na obra poética de Drummond. São 27 poemas extraídos de 12 livros.

Poema: Refém

Todo esse tempo me mantiveram refém. Refém do medo, das opiniões. Refém dos estereótipos, dos estigmas, das generalizações. Sistema! Nada evoluiu, recessão.

Um trem noturno para Lisboa

No início achei um pouquinho enfadonho, mas depois que entra na história do autor do livro, o filme acaba envolvendo. A trama apresenta parte da história marcada por um regime político autoritário, que causou bastante inquietantação no século passado.  A ditadura de Salazar, em Portugal. Onde ocorreu a revolução dos Cravos, em 1974.

Poema: Mil duzentos e vinte

São Tantos livros não lidos. São tantas músicas não ouvidas. São tantos olhares trocados. São tantos medos, desejos não queridos. Tantas palavras não ditas. Tantas escolhas não decididas. Amores acabados, mas sem despedidas. Atitudes tomadas, mas arrependidas. São horas e dias. São tempos perdidos. São tantos poemas guardados. São tantos abraços não dados. Quantos perdões, … Continue lendo Poema: Mil duzentos e vinte

Poema: O amor não existe em mim

Eu quero entender minha flor, mas ela tem tantos espinhos que me machuca. Ela parece solitária em meio aquele imenso jardim. Talvez ela precise ser regada, olhada, cheirada. Suas folhas estão murchas, suas pétalas caídas. O seu espelho não reflete o sorrir. Flor do campo, o que há com você? Não fique triste assim. Você … Continue lendo Poema: O amor não existe em mim

The Get Down – Para quem ama Arte

Há exatamente um ano,  a primeira temporada de The Get Down foi lançada. Série que foi dívida em duas partes. Tendo sua segunda parte lançada em 07 de abril de 2017. E venho aqui postar sobre, pois uma série como esta não pode passar em branco. Pode ser que haja alguns spoleirs, mas nada que estrague todas as surpresas da série, pois ela tem tantas peculiaridades artísticas que seria impossível transmitir tudo em uma só postagem. No dia 12 de agosto de 2016, foi lançado na Netflix umas das melhores séries musicais que já assisti. Embora eu não tenha assistido tantas séries musicais, quero levar em consideração o conteúdo artístico que a série transmite.

Poesia: Valeska

Oi, gente! hoje irei compartilhar uma poesia de minha autoria. O nome da poesia é Valeska - esta poesia tem um estilo de manifesto como resposta ao machismo. Espero que apreciem. Sou comportada, sou abusada, sou Valeska. Sou de atitude, sou guerreira, sou fresca. Sou devassa, sou vadia, sou indecente, Sou freira, sou santa, recatada, sou … Continue lendo Poesia: Valeska

Poema: Escuridão

Mais uma vida ceifada. O ser humano está eivado. O planeta está à beira de um colapso. O sistema nos coage a receber suas verdades. Desperdício de tempo, escassez de caráter, resta vaidade. Excede ansiedade. Repúdio desperta em mim. A sociedade é hipócrita. Cruel! Muitos falam não, querendo dizer sim. Faz, mas se esconde. Ações … Continue lendo Poema: Escuridão

Poesia: Mulher Diabo

Oi, gente! Julho é o mês que nasci. Nasci no dia dois (02 ) de julho. Tenho a sensibilidade à flor da pele. Faço niver no próximo domingo. Amanhã, né? rs Por isso tenho postado algumas poesias que fiz para mim. hahaha Ah galera... a gente pode se amar ao ponto de se homenagear, né? - … Continue lendo Poesia: Mulher Diabo

Canal – YouTube: Caviar e Ovo Frito

Oi, gente! Estamos estreando o espaço Caviar e Ovo frito no youtube também. A princípio postaremos apenas poesias, mas dependendo do desenvolvimento iremos seguir as postagens do blog. rs Sejam todos bem- vindos! Nossa postagem de estreia foi com a poesia Ser Livre. Venha conferir e se inscreva no canal.😉 Beijo e até a próxima. … Continue lendo Canal – YouTube: Caviar e Ovo Frito

Sou poesia

Tatuada em minha pele ela está. Ciumenta, briguenta, levada, birrenta. Ela vive, ela chora, ela ri. É de tudo um pouco, mais de mim. Ela é amor, ternura, tesão. Bruxa, fada, cigana? Sim! Não! É a puta intuição. Ela é serena, é amável, transborda compaixão. Ela é bonita, teimosa, muitas vezes grossa, raivosa. É o … Continue lendo Sou poesia