A polêmica do papel higiênico – Existe papel higiênico branco e ninguém fala que é racismo

Usaram o “Black is Beautiful”, de forma leviana, pois poderiam muito bem usar black is fancy, black is classy, black is sophisticated ou ate The New Black, mas não, resolvem usar “Black is beautiful”.

Ninguém além de nós mesmos pode libertar nossas mentes

“Enquanto a filosofia que declara uma raça superior não for finalmente e permanentemente desacreditada e abandonada; enquanto não deixarem de existir cidadãos de primeira e segunda categoria de qualquer nação; enquanto a cor da pele de uma pessoa for mais importante que a cor dos seus olhos; enquanto não forem garantidos a todos por igual os direitos humanos básicos, sem olhar a raças, até esse dia, os sonhos de paz duradoura, cidadania mundial e governo de uma moral internacional irão continuar a ser uma ilusão fugaz, a ser perseguida, mas nunca alcançada.”

A extrema pobreza no Jardim Gramacho

Mesmo a população de Jardim Gramacho sendo muito pobre, antes, as pessoas tinham uma fonte de renda. Agora, depois que o Aterro foi supostamente desativado,  não mais.

O lixo continua sendo despejado no local de maneira clandestina e famílias vivem em situações de extrema pobreza. Não tendo condições nem de comprar alimentos, moram em meio ao lixo em situação totalmente insalubre.

Onde 91% das casas tem paredes de madeira, 63% dos pisos são de terra batida, 77% das casas entra água pelo telhado quando chove, 93% das casas tem instalações irregulares elétricas, 74% das casas nem sequer tem água encanada e 26% nem banheiro tem.

Devido as condições precárias, famílias vivem com doações de pessoas que se sensibilizam com a situação.